Outras dicas

O estilo da escrita acadêmica possui convenções próprias. Recomendamos evitar:

  • Ironias e demais figuras de linguagem: seu leitor ou sua leitora não necessariamente perceberá sua voz irônica, e assim poderá entender exatamente o oposto do que você está querendo dizer. Isso é muito perigoso, então o mais seguro é somente dizer o que você realmente intenciona, de modo direto e claro.
  • Informalidade e vulgaridade: a academia é um lugar de produção de conhecimento e troca de saberes. Esse ambiente tem expectativa de seriedade e maturidade, coisas que não combinam com linguagem informal ou de baixo calão.
  • Repetições desnecessárias: não repita um dado argumento sem acrescentar algo de novo. Do mesmo modo, não faça uma citação direta e logo na sequência repita aquela ideia, meramente reescrevendo-a em suas próprias palavras, mecanicamente. Não importa se seu trabalho é curto como um artigo científico de 8 páginas ou extenso como uma tese de 300: em qualquer caso, a repetição depõe contra a qualidade informativa de seu texto. Pode sugerir falta de conteúdo ou de profundidade.
  • Excesso de citações, diretas ou parafraseadas: Lembre-se que o(a) leitor(a) quer acessar a sua visão do assunto. Então, pense na Revisão de Literatura como o espaço mais adequado do texto para trazer as vozes de outros autores. Na seção de discussão dos resultados e análise dos dados faça alusões ao seu referencial teórico quando necessário, mas essencialmente apresente sua voz, sua própria discussão de resultados que você (e ninguém mais) coletou.
  • Frases muito longas: as frases na redação acadêmica normalmente são concisas, curtas, sem excesso de especificações que possam complicar o entendimento. Recomendamos separar uma frase longa com várias ideias em frases mais curtas, cada uma com seu próprio foco bem definido.
  • Parágrafos muito extensos: o bom parágrafo acadêmico costuma ter entre 8 e 12 linhas. Podem ocorrer alguns parágrafos menores, em casos de transição de ideias ou de organização do texto (por exemplo: parágrafo com uma frase como “Veremos, a seguir, como esses modelos se aplicam diretamente às práticas docentes na escola em questão”). Também podem ocorrer alguns parágrafos no texto que sejam um pouco mais extensos. Isso varia de acordo com o estilo de quem escreve. De qualquer modo, existem orientações básicas sobre o que compõe o bom parágrafo. Veja mais sobre isso aqui.

Mais dicas podem ser encontradas em:

OLIVEIRA, J. L. Texto acadêmico: técnicas de redação e de pesquisa científica. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.