Tópico frasal

O tópico frasal é a ideia central ou nuclear do parágrafo, ou seja, uma espécie de resumo do ponto a ser explorado no parágrafo que segue. Cada parágrafo tem um tópico frasal próprio, o que equivale a dizer que não se deve escrever parágrafos com mais de uma ideia nuclear. Além disso, cada ideia nuclear determina a criação de um parágrafo próprio.

Normalmente, o tópico frasal é expresso em uma única frase, podendo, eventualmente, ser constituído de até duas frases curtas.

O tópico frasal pode ser explicitado logo no início do parágrafo, garantindo maior clareza e coerência ao texto e facilitando a leitura. Nesse caso, ele se dá através de uma declaração inicial – uma afirmação ou negação que será seguida de explicação, fundamentação, exemplos, evidências, etc. O exemplo* a seguir ilustra esse tipo de tópico frasal, dentro de seu respectivo parágrafo (o tópico frasal está sublinhado):

Exemplo 1: Muitas vezes o mau uso dos suportes tecnológicos pelo professor põe a perder todo o trabalho pedagógico e a própria credibilidade do uso das tecnologias em atividades educacionais. Os educadores precisam compreender as especificidades desses equipamentos e suas melhores formas de utilização em projetos educacionais. O uso inadequado dessas tecnologias compromete o ensino e cria um sentimento aversivo em relação à sua utilização em outras atividades educacionais, difícil de ser superado.

O tópico frasal também pode ser apresentado a partir de uma definição, um procedimento comum na redação científica, uma vez que os termos chave da pesquisa precisam ser explicitados ao leitor. Por exemplo**:

Exemplo 2: Limite crítico pode ser definido como um critério a ser seguido para cada medida preventiva associada com um PCC [ponto crítico de controle]. Cada PCC contará com uma ou mais medidas preventivas que devem ser apropriadamente implementadas para assegurar a prevenção, eliminação ou redução dos perigos a níveis aceitáveis. Cada medida preventiva está associada com limites críticos que são as fronteiras de segurança para que cada PCC possa variar sem que se perca o controle sobre ele. Existem limites críticos para medidas preventivas como temperatura, tempo (ou a combinação dos dois), dimensões físicas, umidade, atividade de água, pH, acidez, concentração de sais, cloro livre, viscosidade, conservadores, informação sensorial como textura, aroma e aparência visual. A informação necessária para o estabelecimento dos limites críticos pode ser encontrada em publicações científicas especializadas, normas e regulamentos, estudos experimentais e especialistas no tema que nos interessa. A indústria alimentícia é responsável pelo comprometimento das autoridades competentes na validação dos limites críticos que controlarão o perigo identificado.

Outra possibilidade de apresentar o tópico frasal é a partir de uma divisão, ou seja, quando o autor expõe que dado assunto se divide em X partes. Dependendo da quantidade de conteúdo dessas partes, elas podem ser incorporadas no mesmo parágrafo ou receber um parágrafo individualizado por parte da divisão. Exemplo***:

Exemplo 3: Originaram-se daí dois tipos principais de relações nacional-local. De um lado, aquelas experiências em que a unidade política e econômica conferida pelo Estado Nacional representou maior dinamismo para as economias locais pré-existentes, que já dispunham de uma tradição mercantil e manufatureira. De outro, aqueles casos em que um Estado dirigista e centralizador estabeleceu-se sobre um conjunto de sistemas locais predominantemente rurais e pouco estruturados. Enquanto, no primeiro caso, tendeu-se para um federalismo descentralizado, no segundo caso o poder central impôs-se sobre as especificidades locais, embora assentando-se, em tese, sobre a noção de diversidade intra-nacional (Benko, 1996).

Também é possível enunciar o tópico frasal do parágrafo com uma alusão histórica ou menção a evento recente. Um exemplo de alusão histórica encontra-se a seguir****:

Exemplo 4: Durante o Renascimento Carolíngio, século VIII, Carlos Magno (747 – 814) estabeleceu leis, onde tudo que lembrasse a cultura romana fosse guardado. Preservar, recolher, recuperar, essa era a ordem do dia. Com isso, através de uma importante atividade cultural, o imperador franco é reconhecido pela Igreja como legítimo sucessor de Roma. Fato esse de vital importância para atual União Européia. O papa João Paulo II em seus discursos, fez uma alusão à importância de Carlos Magno e de seu avô Carlos Martel (688 – 741) para a Europa Cristã. A própria constituição européia referencia o governo dos francos. Notamos a influência do passado, legitimando o presente e o futuro.

De qualquer modo, é fundamental ter em mente que cada tópico frasal não pode ser meramente apresentado; o mesmo precisa ser apropriadamente explorado, comentado, explicado, demonstrado pelo(a) autor(a). Em outras palavras, não se pode partir para outra ideia central sem se desenvolver primeiramente a ideia anterior.

* Fonte: KENSKI, V. M. Aprendizagem mediada pela tecnologia. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 4, n. 10, p. 47-56, set./dez. 2003.

** Fonte: ALMEIDA, C. R. O sistema HACCP como instrumento para garantir a inocuidade dos alimentos. Higiene Alimentar, São Paulo, v. 12, n. 53, p. 12-20, 1998.

*** Fonte: ALBAGLI, S. Globalização e espacialidade: o novo papel do local. In: CASSIOLATO, J. E.; LASTRES, H. M. M. (Eds.). Globalização e inovação localizada: experiências de sistemas locais no Mercosul. Brasília: IBICT/MCT, 1999. p. 181-198.

****Fonte: CARLAN, C. U. Os museus e patrimônio histórico: uma relação complexa. Revista História, Franca – SP, v. 27, n. 2, p. 75-88, 2008.

Próxima página