Evidências

Seus argumentos devem possuir credibilidade, a qual é obtida pelo uso de evidências. Não desenvolva um novo argumento sem ter evidenciado o argumento anterior.

Como dar evidências para seu argumento? Através de fatos e estatísticas (como informações obtidas em uma coleta de dados – por exemplo, o percentual de sujeitos entrevistados que admitiram tal ponto de vista); através de exemplos e ilustrações, especialmente se combinados com outros tipos de evidência; pelo amparo da literatura especializada na área (as perspectivas defendidas por outros autores podem ajudar a fortalecer sua própria perspectiva); entre outras formas.

É útil tornar-se familiarizado com convenções típicas nas várias disciplinas para a construção de evidências. Por exemplo: na área de literatura e artes usam-se passagens de um texto ou versos de um poema, detalhes de uma imagem ou trabalho de arte, artigos que analisam obras ou expõem teorias. Em história, usam-se recursos como fotografias, cartas, mapas e documentos governamentais, além de livros e artigos que interpretam fatos. Nas ciências sociais, usam-se dados de experimentos originais, entrevistas, observações, estatísticas de agências especializadas ou governamentais, etc.

Veja a seguir um exemplo* em que o argumento é bem evidenciado, com referências a outros autores, levantamento de dados concretos e um gráfico ilustrativo:

As redes sociais vêm crescendo e hoje estão presentes de modo significativo no cotidiano das pessoas. No ano de 2011, por exemplo, constatou-se que 13% dos norte-americanos adultos usavam o Twitter regularmente (SMITH, 2011). Outra evidência da crescente importância do conteúdo que circula por estas redes foi a decisão em 2010 da Biblioteca do Congresso Americano em arquivar e disponibilizar todas as postagens dos usuários do Twitter (LOC, 2013).

Trata-se de fenômeno global e em franca expansão. O Linkedin alegou ter em março de 2012 mais de 160 milhões de usuários ativos, crescendo a uma taxa de 2 novos membros por segundo, e esse ainda é um número pequeno perto dos 900 milhões de usuários ativos do Facebook (AQUINO, 2012).

Um dos fatores de crescimento significativo no uso da internet e redes sociais é a proliferação de dispositivos móveis, como smartphones, que permitem o acesso a partir de qualquer lugar que possua sinal de telefone celular. A Figura 1 mostra que, em alguns casos, mais da metade dos usuários dos principais sites da internet realizaram acessos via smartphones. Krishnamurthy (2010) lembra que algumas redes sociais, como o Foursquare, foram criadas especificamente para serem acessadas de dispositivos móveis.

Graph ilustrativo

*Fonte: NOVO, R. F.; AZEVEDO, M. M. A individualização do consumidor por meio do avanço das redes sociais e do big data. Revista Científica Online: Tecnologia, Gestão e Humanismo, Guaratinguetá – SP, v. 4, n. 2, p. 31-41, nov. 2014.

Próxima página